Educação e Livros

Trovadorismo: Resumo Completo, Literatura e Características







Os primeiros capítulos da História da Europa foram escritos pelos trovadores da Provença no curso do século XII, na Baixa Idade Média.

Confira hoje no Blog Not1 um Resumo Completo de Literatura, para te ajudar a estudar sobre o Trovadorismo. Qualquer dúvida ou recomendações de post, comente!

 

Trovadorismo – Resumo Completo:

Trovadorismo Provençal: Foi uma literatura sentimental, cortês, elegante, refinada, transformando a mulher no santuário de sua inspiração lírica.

O amor é a fonte perene de toda poesia.

*Constantes Temáticas:

Submissão: submissão absoluta à dama, a vassalagem humilde e paciente, que faz promessa de honrar e servir fielmente.

Mesura: que impõe descrição, prudência e moderação, para não comprometer a reputação da dama.

Elogio Impossível: que não se pode traduzir em palavras, de tantos atributos e formosura da dama. Por quem o trovador despreza títulos e riquezas.

Erotismo: se manifesta pela perturbação dos sentidos, aproximando-se da loucura, pela impossibilidade de se declarar na presença da mulher. Desejo de morte como solução passional.

Trovadorismo

A origem e a natureza do amor trovadoresco não é sólida, mas que deve muito às condições especiais da vida palaciana e aos ideais de vida que lá prosperavam por causa da fragilidade local do feudalismo e da igreja, o que favoreceu o Individualismo, fortaleceu a posição da mulher e estimulou o paganismo poético dos trovadores provençais.

A canção provençal associa o amor-elevação, puro, nobre, inatingível, ao amor dos sentidos, carnal e erótico.

Trovadorismo Galego-Português: O século XII é considerado o século de ouro da cultura medieval.

A literatura desse primeiro período, que denominamos trovadorismo é predominantemente poética e materializam-se nas Cantigas, Canções ou Cantares. O desenvolvimento da prosa literária é posterior (séc XIV e XV), quando as novelas de cavalaria começam a ter expressão em Portugal.

Cancioneiros: sendo anterior à invenção da imprensa e destinada à transmissão oral, era previsível que grande parte da poesia trovadoresca acabasse se perdendo, sobretudo antes de 1198. O que chegou aos nossos dias foi Códices, ou coleções de cópias manuscritas das Cantigas, compiladas por ordem de alguns mecenas, notadamente o Rei.

Trovador: Era geralmente da nobreza e sabia compor a letra poética, bem como a melodia.

Jogral: Todos aqueles que ganhavam a vida atuando perante o público, para diverti-lo com música, literatura, mímica, acrobacias e etc. Os jograis eram profissionais. Era comum jograis saberem compor, subindo à categoria de trovador, assim como havia trovadores, que por necessidade ganhavam a vida como jograis.

Segrel: Classe intermediária, entre o trovador e o jogral, e existiu só na escola galego-portuguesa. Distingui-se do trovador porque recebe pelo ofício e do jogral porque é fidalgo.

Menestrel: Músicos da corte. Viviam como cantor e músico das casas senhoriais ou viajando pelas cidades;

trovadores-

**Cantigas de Amor:

Contém a confissão de um homem que fala de seu amor a uma mulher, em geral inacessível ou insensível aos apelos masculinos (ela pode já ser casada ou pertencer a um estrado social superior).

Os pelos amorosos eram em tom lamuriento, revestiam-se de uma espiritualidade com a qual disfarçava o impulso erótico.

Posicionando sempre em plano inferior, como vassalo, dirige-se à dama com respeito.

– Regras: revelar seus sentimentos com prudência, para não abalar a reputação da dama. Ocultar sempre o nome da amada e esperar  que a mulher lhe faça bem ou lhe dê um benefício em troca de seus serviços.

**Cantigas de Amigo:

Tem um caráter mais narrativo e descritivo. Assumem sempre a forma dialogada, a protagonista procura um confidente que pode ser uma amiga, mãe ou a própria natureza.

O eu-lírico é Feminino. O tema é a lamentação da mullher pela falta do amado.

**Cantigas de Escárnio:

Uma sátira indireta, por meio do sarcasmo, valendo-se de ambiguidade (duplo sentido) e não permitindo que a pessoa atacada fosse identificada numa leitura superficial.

**Cantigas de Maldizer:

Uma sátira Direta, de entendimento imediato e irrecusável, expondo a identidade do ofendido.

trovadorismo-caracteristicas

  • Prosa Medieval = Novelas de Cavalaria

Em todas as literaturas havia artistas que se encarregavam de divulgar essa cultura  oral. Vestígios dessa literatura oral são ainda hoje os provérbios que obedecem a ritmos para facilitar a memorização.

Ainda na fase pré-literária, surgem as canções de gesta. Essas narrativas assimiladas pelos jograis e difundidas por eles refletiam a natureza rústica de Cavalaria (espírito guerreiro, heróis e lendas).

As primitivas canções de gesta refletiam a rudeza e a violência dessa época sombria e modelaram uma infinidade de heróis guerreiros.

*Com  estabilização da Europa Cristã, as narrativas deixam de ser expressas em versos para o serem em prosa, deixam de ser cantadas para serem lidas. Em prosa, as canções de Gesta transformam-se nas Novelas ou Romances de Cavalaria.

**Gostou do post?! Então comente aqui o que você achou desse resumo!!

Assuntos do Artigo:
  • trovadorismo resumo completo

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.