Brasil

São Paulo 458 anos, Fim das Sacolas Plásticas no Aniversário da Cidade







Brasil – Not1

São Paulo 458 anos, Fim das Sacolas Plásticas no Aniversário da Cidade

São Paulo no seu aniversário de 458 anos faz uma mudança positiva para o meio ambiente. A partir de hoje as sacolas plásticas não serão mais usadas…Quer saber mais, Confira:

O Estado de São Paulo começa hoje, dia 25 a não distribuir gratuitamente as sacolas plásticas. A partir de hoje, em qualquer loja em que você for não serão mais distribuídas as sacolas.

Opções de Uso:

Em lugar delas, sacolas de pano e lona estarão sendo vendidas nessas lojas, por um preço de R$1,00 à R$2,50, depende do modelo escolhido. Caso você queire sacolas plásticas, fique sabendo que você deverá pagar R$0,19 centavos por cada uma e elas estão sendo feitas de bagaço de milho.

Entre as opções que o consumidor terá nos pontos de venda estão as sacolas de algodão, de PET, de ráfia e de polipropileno – todas elas são reutilizáveis – além disso os carrinhos de feira, caixas de plástico ou de papelão e até saco biodegradável.

Esse medida já foi tomada em inúmeros estados e países do mundo, e SP adotando essa iniciativa mostra que é muito importante a preservação e o meio ambiente.

*As pessoas tem muitas opções de uso…mais aí vem aquela pergunta…Aonde vou colocar meu lixo? Bem, a ideia é colocar o lixo em caixas de papelão ou em sacolas biodegradáveis vendidas nos mercados.

**O que achou da Inciativa? Gostou? Tem dúvidas? Comente aqui no Not1.

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. José Antonio Cox d Avila disse:

    Tudo ao seu tempo. A Capital dos paulistas elaborou e aprovou o seu PMGIRS (com atraso de 2 anos, mas, tudo bem), Iniciou programa de Educação Ambiental e está intensificando o da Coleta Seletiva. A atenção dispensada aos resíduos orgânicos domésticos, mediante proposta de tratamento por compostagem, é sem precedentes. Então, é chegada a hora de substituir sacolinhas atuais, por outras, feitas de pano , de lona (evite pendurar na porta do banheiro) ou de plástico biodegradável, pra virar adubo. Sem PMGIRS, Coleta Seletiva, banir sacolinhas é falácia. Sem o comprometimento do poder público e setor empresarial é que não fazia sentido impor sacrifícios à comunidade.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.