Educação e Livros

Livro Laços de Família de Clarice Lispector – Sinopse e Vida da Autora







Educação e Livros – Not1

Livro Laços de Família de Clarice Lispector – Sinopse e Vida da Autora

Para quem gosta de contos de Clarice Lispector, hoje o Blog Not1 irá falar sobre como foi a vida da autora e a sinopse de um de seus maiores livros: Laços de Família! Quer saber mais?? Então confira:

Vida de Clarice Lispector:

Clarice nasceu em Tchetchelnik, pequena cidade da Ucrânia, e chegou ao Brasil aos dois meses de idade, naturalizando-se brasileira posteriormente. Criou-se em Maceió e Recife, transferindo-se aos 12 anos para o Rio de Janeiro, onde se formou em Direito, trabalhou como jornalista e iniciou sua carreira literária. Viveu muitos anos no exterior, em função do casamento com um diplomata brasileiro, teve dois filhos e faleceu em dezembro de 1977, no Rio de Janeiro.

**Trechos do comentário de Lúcia Helena, pós-doutorada em literatura Comparada pela Brown University, EUA  “O texto de Clarice costuma apresentar ilusória facilidade. Seu vocabulário é simples, as imagens voltam-se para animais e plantas, quando não para objetos domésticos e situações da vida diária, com frequência numa voltagem de intenso lirismo. Mas que não se engane o leitor, em poucas linhas será posto em contato com o mundo em que o insólito acontece e invade o cotidiano mais costumeiro, minando e corroendo a repetição monótoma do universo de homens e mulheres de classe média ou mesmo o de seres marginas. 

Nessa coletânea de contos, as personagens – sejam adultos ou adolescentes – debatem-se nas cadeias de violência latente que podem emanar do círculo doméstico. Homens ou mulheres, os laços que os unem são, em sua maioria, elos familiares ao mesmo tempo de afeto e de aprisionamento. Clarice fixa nesta obra uma camada específica da sensibilidade figurada na tensão com as representações de poder, inconscientemente internalizadas e tornadas institucionais. “

Livro – O Estilo de Clarice em Laços de Família:

A Escrita de Clarice situa-se numa confluência de paradigmas, que a narradora entretece, destece e põe em tensão: a cena do Realismo-Naturalismo e a do Romantismo-Simbolismo. Isto significada que em seus textos encontram-se veios recessivos que, transformados por sua perspectiva estilística pessoal, criam um entrelaçamento significativo entre a realidade e a realidade adivinhada.

Nesse sentido, ela produz uma poética que lhe é textural sui generis, na qual 3 obras se destacam e se enlaçam com rara sabedoria, por permitirem perceber a tensão no traçado do conjunto: Laços de Família, A Via Crucis do Corpo, Água viva denso poema em prosa, na qual o tempo, enredo, personagens se desagregam e A hora da estrela, espécie de ponto ótimo de articulação, mas não de síntese, das tendências, referidas.

As narrativas de Lispector sublinham a precariedade e o nomadismo da consciência e da existência, entre as aleluias e a agonias do ser. (Fonte: Livro Laços de Família)

Enquete:

O que achou da vida de Clarice? Já leu a Obra Laços de Família? Comente aqui!!

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.