Educação – Literatura e Arte – Not 1

Érico Veríssimo – Principais Obras, Frases e Pensamentos do Escritor

Érico Veríssimo   Principais Obras, Frases e Pensamentos do Escritor erico verissimo obras frases

Érico Veríssimo nasceu em 17 de dezembro de 1905, Porto Alegre e faleceu em 28 de novembro de 1975. É um dos célebres escritores brasileiros, muito popular no século XX. Trabalhou como farmacêutico, professor de literatura e língua inglesa.

Mas o que materializou sua existência e arte foram sem dúvida suas Obras, das quais destacam-se os Romances (Urbanos, Históricos e Políticos). Delas muitas Frases e pensamentos do escritor ficaram famosas – Frases sobre Amor, Vida e Reflexões.

Veja algumas dessas Frases de Érico Veríssimo:

Antes de Mussolini e Stalin já existiam as estrelas. E mesmo depois que eles tiverem passado, Elas continuarão a brilhar.

A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos.

A vida começa todos os dias .

Precisamos dar um sentido humano às nossas construções. E, quando o amor ao dinheiro, ao sucesso nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu.

Trechos de Olhai os Lírios do Campo

Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.

O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe. São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença…

Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento.

O objetivo do consumidor não é possuir coisas, mas consumir cada vez mais e mais a fim de que com isso compensar o seu vácuo interior, a sua passividade, a sua solidão, o seu tédio e a sua ansiedade.

Todos nós somos um mistério para os outros… E para nós mesmos.

“O tempo faz a gente esquecer. Há pessoas que esquecem depressa. Outras apenas fingem que não se lembram mais”

Principais Obras – Livros e Fases de Érico Veríssimo

Érico Veríssimo   Principais Obras, Frases e Pensamentos do Escritor olhai os lirios do campo livro

I Fase: Clarissa (1933); Caminhos cruzados (1935); Música ao longe (1935); Um lugar ao sol (1936); Olhai os lírios do campo (1938); Saga (1940); O resto é silêncio (1943).

II Fase: O tempo e o vento (O continente – O retrato – O arquipélago)(1949-1962); Noite (1954); O senhor embaixador (1967); Incidente em Antares (1971); Solo de clarineta (memórias, 1973).

Além dos Livros acima, Érico Veríssimo escreveu relatos de viagens (Gato preto em campo de neve, México, Israel em abril); biografias (A vida de Joana D´Arc); Contos e Literatura infantil. As Obras do escritor Érico Veríssimo foram traduzidos para diversos idiomas, entre eles o alemão, espanhol, finlandês, francês, holandês, húngaro, indonésio, inglês, italiano, japonês, norueguês, polonês, romeno, russo, sueco e tcheco.

Uma das suas Obras mais conhecidas e apreciadas é o Livro Olhai os Lírios do Campo, que realmente é um romance envolvente, inteligente e com muitas lições e reflexões que todas as pessoas deveriam ler para se tornarem melhores, aumentar seu conhecimento, além de rever muitos conceitos sobre a Vida.

Nesse Livro destacam se o lirismo romântico da história de Eugênio, descobrindo que o dinheiro não traz felicidade, aos moldes do romance urbano de 30, de caráter socialista. Há também as Cartas de Olívia, muito profundas que falam sobre a ganância dos homens, ideias revolucionárias de mudanças individuais e coletivas e uma bela visão da Fé e de Deus são relatadas. Leia mais trechos do Livro:

Érico Veríssimo   Principais Obras, Frases e Pensamentos do Escritor olhai os lirios do campo trechos

“Estive pensando muito na fúria cega com que os homens se atiram à caça do dinheiro. É essa a causa principal dos dramas, das injustiças e da incompreensão de nossa época. Eles esquecem o que têm de mais humano e sacrificam o que a vida lhes oferece de melhor: as relações de criatura para criatura. De que serve construir arranhas-céus se não há mais alma humana para morar neles…”

“É indispensável que conquistemos este mundo, não com as armas do ódio e da violência e sim com as do amor e da compreensão…”

“Quando falo em conquistar esse mundo, quero dizer a conquista duma situação decente para todas as criaturas humanas, a conquista da paz digna, do espírito de cooperação…”

**Gostou do Post sobre as Obras, Frases e Pensamentos de Érico Veríssimo? Deixe seu Comentário para o Not 1 sobre o Tema…