Educação e Vestibular – Dicas e Resumos de Biologia

Os cordados constituem o último filo de grande proporção do reino Animal. Devido seu alto grau de desenvolvimento e adaptação são animais superiores, dentre esses destaca-se o homem. Este filo é dividido em dois grupos: Protocordados (que inclui Hemicordado, Urocordado e Cefalocordado – animais mais primitivos) e os Eurocordados ou Vertebrados.

Esses animais possuem três características que os diferencia dos Invertebrados as quais estão presentes pelo menos no desenvolvimento embrionário, são elas: Notocorda,  Tubo Neural Dorsal e Fendas Branquiais na Faringe. Nos protocordados a Notocorda persiste na vida adulta, já nos Vertebrados é Substituída pela Coluna Vertebral.

Hoje estudaremos a Embriologia dos Cordados, desde a Clivagem ou Segmentação, as Fases do Desenvolvimento (Gastrulação e Neurulação) até a Evolução dos Folhetos Germinativos. Confira o Resumo:

I- Tipos de Ovos e Clivagem

O Ovo aqui estudado pode ser entendido como o Óvulo, o qual além do núcleo com o material genético apresenta estruturas funcionais uma delas é o Vitelo, uma reserva nutritiva (com lipídeos, proteínas, vitaminas e sais).

Embriologia dos Cordados   Clivagem, Fases do Desenvolvimento, Resumo Tipos de ovos

Existem quatro tipos de ovos, os Oligolécitos (pobres em vitelo, presente nos mamíferos), os Heterolécitos (razoavelmente providos de vitelo que não fica distribuído uniformemente, presente nos anfíbios), os Telolécitos (ricos em vitelo, presente nas aves) e os Centrolécitos (vitelo central, nos artrópodes), vide figura.

O processo de Clivagem se dá após a fecundação (união dos gametas – em que o Ovo dá origem ao Zigoto), trata-se da sequência de mitoses da Célula-Ovo até a fase chamada Blástula. A segmentação ou divisão em blastômeros é determinada pela quantidade de vitelo o qual pode dificultar a divisão completa do ovo quando presente em grandes quantidades.

A foto abaixo ilustra as divisões da Clivagem nos Oligolécitos, nos Heterolécitos e nos Telolécitos. Repare como a grande quantidade de vitelo das aves (Telolécitos) promove uma pequena divisão (apenas na parte superior do ovo).

Embriologia dos Cordados   Clivagem, Fases do Desenvolvimento, Resumo Clivagem celula ovo
Segmentação da Célula-Ovo

II- Fases do Desenvolvimento Embrionário

Zigoto – unicelular, pode ser considerado uma célula Totipotente, ou seja, capaz de se diferenciar em todos os tipos celulares do organismo;

Mórula – pluricelular e compacta;

Blástula -possui cavidade interna e 1 camada de células;

Gástrula – apresenta 2 folhetos germinativos (Ectoderma e Mesentoderma – a Parede), forma o Blastóporo (Boca nos Protostômios ou Ânus nos Deuterostômios –  Abertura) e apresenta uma Cavidade (o Arquêntero).

Embriologia dos Cordados   Clivagem, Fases do Desenvolvimento, Resumo Gastrulacao embriogenese 300x227

Nêrula – Apresenta 3 folhetos germinativos, na Neurulação forma-se o tubo neural (nervoso) que se origina a partir do ectoblasto dorsal.

Organogênese – é a evolução dos Folhetos Germinativos

 A Ectoderme dá origem à: Epiderme, Anexos epidérmicos, Esmalte dos dentes, Cérebro, Medula Espinhal.

A Mesoderme origina: a Derme, o Esqueleto, Musculatura Estriada, Musculatura Lisa, Sistema Circulatório, Sistema Urogenital.

Já a Endoderme dá origem aos Sistema Digestivo e ao Respiratório.

III – Anexos Embrionários

Saco Vitelínico – função de nutrição, presente em peixes, anfíbios, aves, répteis e mamíferos.

Âmnion – função de proteção, ocorre em répteis, aves e mamíferos.

Alantoide – função de respiração e excreção, presente em aves e mamíferos.

Córion – presente em répteis, aves e mamíferos, tem função de proteção e respiração.